Material Estratégico
Forex

Forex (1)

Vídeo Aulas

Leitura

Escolha o Tema

ANALISE GRÁFICA

CORRETORA

PLANO DE TRADE

ciência da análise gráfica

Fundamentos

Candlestick

Gráficos

Fundamentos de uma Analise Gráfica

1.O que é Forex?

A expressão forex vem do inglês Foreing Exchange que significa mercado de cambio. É o maior mercado financeiro do mundo! Atualmente movimenta mais de 5 trilhões de dólares dia, isso equivale 10x mais q o mercado de ações mundial movimenta diariamente.

O que movimenta esse mercado?

As trocas cambiais entre bancos centrais, grandes bancos comerciais, empresas multinacionais, entre outros. As transações são sempre feitas com pares (de uma moeda perante a outra)

Um exemplo pratico:

Ao regressar para o Brasil, precisamos trocar o iene por dólar, e dólar por real. Essa troca já podemos denominar de forex, porem somos taxados pela cotação do dia e as taxas dos bancos.

Graças à tecnologia e a popularização da internet, o uso da alavancagem, a alta liquidez e o surgimento das corretoras de varejo, hoje é possível que pequenos investidores como nós, possamos inserir nesse mercado com baixo capital.

Operar forex é totalmente legal, existem rígidas normas governamentais para licenciar as corretoras.

Uma grande vantagem é a isenção de taxas, pois não existem taxas de cambio, taxas do governo, taxas bancarias… Apenas uma pequena taxa de corretagem quando compramos e vendemos que chamamos de spread. As home Brokers são as corretoras que eliminam os intermediários e permite que você opere diretamente no mercado. Ele funciona 24 horas, 5 dias na semana. Abre às 6 horas da manhã de segunda e fecha as 6 horas da manhã de sábado. Podendo haver a variação de 1h no horário de verão (horário local no Japão)

É possível aprender e treinar em conta real com dinheiro virtual em conta demonstrativa, que chamamos de conta Demo (onde não arriscamos capital e aprendemos o uso das ferramentas operacionais).

Para se tornar um trader é necessário ter conhecimento de analise técnica, ter controle emocional, ter gestão de risco (ter mais operações assertivas, saber quanto quer e quanto pode perder) e ter disciplina é fundamental.

2.Paridades de Moedas

O mercado de forex, como já foi explicado anteriormente, é o ativo financeiro onde são negociadas as compras e vendas de moedas. Essas operações são efetuadas através de analise de comparação entre duas moedas, que caracterizam os movimentos de um gráfico. Vejamos o exemplo a seguir:

O euro é a moeda base.
O dólar a moeda de cotação.
A moeda base se sobrepõe a moeda de cotação. Se os gráficos do EUR/USD estão caindo, quer dizer que o euro esta se desvalorizando perante o dólar americano, a lógica se inverte quando os gráficos estão subindo, o euro esta se valorizando perante dólar americano.
Dentre todas as moedas negociadas o dólar americano esta no topo da lista, pois todas as commodities importantes no mercado global são negociadas em dólares americanos. Além disso, a maioria das transações internacionais entre países e empresas, assim como a moeda de reserva dominante entre os diferentes bancos centrais e fundos institucionais ao redor do mundo.
De um modo geral os pares são separados em: pares principais, pares secundários e exóticos.

Major Pairs (pares principais)

São as principais moedas do mundo em relação ao dólar americano:

  • EUR/USD – Euro / Dólar Americano
  • USD/JPY – Dólar Americano / Iene Japonês
  • GBP/USD – Libra Esterlina / Dólar Americano
  • USD/CHF – Dólar americano / Franco Suíço
  • USD/CAD – Dólar Americano / Dólar Canadense
  • AUD/USD – Dólar Australiano / Dólar Americano
  • NZD/USD – Dólar Neozelandês / Dólar Americano

Minor Pairs  (pares secundários)

São as principais moedas do mundo negociadas entre si, sem o dólar americano:

  • EUR/GBP – Euro / Libra Esterlina
  • EUR/CHF – Euro / Franco Suíço
  • EUR/CAD – Euro / Dólar Canadense
  • EUR/AUD – Euro / Dólar Australiano
  • EUR/NZD – Euro / Dólar Neozelandês 
  • EUR/JPY – Euro / Iene Japonês
  • GBP/JPY – Libra Esterlina / Iene Japonês
  • CHF/JPY – Franco Suíço / Ienes Japonês
  • CAD/JPY – Dólar Canadense / Iene Japonês
  • AUD/JPY – Dólar Australiano / Iene Japonês
  • NZD/JPY – Dólar Neozelandês / Iene Japonês
  • GBP/CHF – Libra Esterlina / Franco Suíço
  • GBP/AUD – Libra Esterlina / Dólar Australiano
  • GBP/CAD – Libra Esterlina / Dólar Canadense

Exotics Pairs (pares exóticos)

São pares composto das principais moedas do mundo com as moedas de países emergentes ou de economias menores. Como esses pares são menos operados geralmente apresentam um custo de negociação maior. Os pares exóticos mais comuns de encontrarmos são:

  • EUR/TRY – Euro / Lira Turca
  • USD/SEK – Dólar Americano / Coroa Sueca
  • USD/NOK – Dólar Americano / Coroa Norueguesa
  • USD/DKK – Dólar Americano / Coroa Dinamarquesa
  • USD/ZAR – Dólar Americano / Rand Sul Africano
  • USD/HKD – Dólar Americano / Dólar de Hong Kong
  • USD/SGD – Dólar Americano / Dólar de Singapura

Conclusão

Cada par de moedas apresenta uma “personalidade” própria e cada trader tem seu par favorito. Depois de algum tempo negociado cada uma dessas moedas começa-se a “sentir” melhor suas características e perceber quais os melhores horários para trabalhar com cada uma delas.

3.Candlestick

A essência por trás da historia

O método de velas (candles) foi desenvolvido por Sokyu Honma por volta da década de 1710 no Japão, esse método previa os movimentos dos preços do arroz (maior ativo financeiro naquela época) através dos movimentos dos dias anteriores. Quatro informações eram importantes: os valores do primeiro e ultimo negocio do dia, e também o preço máximo e mínimo pagos pelos cupões de arroz. Reza a lenda ter acertado cem operações consecutivas. Foi de longe o Trader mais bem sucedido de sua época e acumulou imensa fortuna. O que desenvolve-se mais tarde na “constituição Sakata”.

  1. Sem ser ganancioso, pense sobre os preços de agora, olhando os movimentos de preços anteriores.
  2. Procure vender quando os preços estão altos e comprar quando estão baixos.
  3. Podemos incrementar nossas posições de venda se os preços estão caindo e de compra se os preços estão subindo.
  4. Se o plano ou previsão estiver incorreto, devemos corrigir nossa posição antes que pudermos e ficar de fora durante 40 ou 50 dias.
  5. Devemos liquidar parte de nossa posição lucrativa (cerca de 70% a 80%) e o restante quando atingir topos e fundos.

Apesar de essas regras serem escritas a mais de 300 anos, elas continuam atuais e são fundamentais para os nossos mercados.

No decorrer do tempo os candlestick se tornaram conhecidas internacionalmente, então a partir da década de 1980 Steve Nison um famoso trader de ações de Wall Street, popularizou esse conhecimento escrevendo diversos livros sobre o tema.

Atualmente é a forma gráfica mais utilizada em diversos ativos financeiros por todo o mundo.

O que é candlestick?

O gráfico de candlestick por si só, é uma ótima ferramenta de leitura dos preços, eles podem nos dizer, quando o mercado esta entrando em acumulação ou nos dão pistas sobre os movimentos que o mercado esta por fazer. Ou seja, nos apresentam uma profunda visão sobre os movimentos dos preços.

Nesta figura podemos observar: Suponhamos que esta vela seja de uma hora.

Então em um determinado horário, houve o preço de abertura em ¥110.600.

Durante esse período com as negociações de venda o preço caiu atingindo o valor mínimo de ¥110.570 e se recuperando novamente, quando os vendedores liquidaram suas operações e começaram a comprar, formando-se o que chamamos de pavio ou sombra.

Continuou com força compradora tocando no preço máximo de ¥110.710. Recuando novamente formando outra sombra até o preço de fechamento em ¥110.690.

Finalizando este tempo com uma vela verde de alta.

Na figura seguinte:

Vemos a abertura do próximo horário em ¥110.690.

Durante esse período com as negociações de compra, o preço subiu atingindo o valor máximo de ¥110.710.

Recuou novamente quando a força vendedora se sobrepôs, formando um pavio ou sombra e criando impulsão de queda chegando ao valor mínimo de ¥110.570.

Recuperou-se formando outra sombra fechando em ¥110.600.

Finalizando este tempo com uma vela de vermelha de baixa.

Características e Definições de Candles

Para entender as formações dos candles é necessário saber:

  1. A diferença entre a Abertura e o Fechamento forma um Corpoou dizemos que há Volatilidade = Volume de negociação
  2. Um corpo verde significa que o preço de fechamento ficou acima do preço de abertura Um corpo vermelho significa que o fechamento foi abaixo da abertura.
  3. As linhas estendidas acima e abaixo do corpo, chamamos de sombra. Essas linhas representam a máxima e a mínima que os preços atingiram durante o período.

O candle chamado de Long Day (Longo dia) indica que houve uma grande diferença, entre o preço de abertura e o preço de fechamento naquele dia. As sombras são mais curtas que o corpo. Significa que houve grande volatilidade.

Os candles de Short Day (dia curto) indicam que houve uma diferença pequena entre o preço de abertura e o preço de fechamento. A sombra e o corpo são pequenos. Quer dizer que houve pouco volume negociado.

Os Spinning Tops (peões) têm longas sombras acima e abaixo do corpo. A cor do corpo não é tão importante. O padrão indica indecisão entre comprados e vendidos, caracterizando baixa volatilidade.

Doji

Os Dojis são figuras que tem os mesmos preços de abertura e fechamento, entre os diferentes Dojis, podemos classificar 4 como principais:

O Doji de Longas Pernas (Long Legged Doji) tem longas sombras para cima e para baixo e os preços de abertura e fechamento ficam entre a máxima e a mínima desse período, indicando indecisão entre comprados e vendidos.

O Doji Dragão Voador (Doji Dragonfly) ou também conhecido como Doji Libelula tem uma longa sombra abaixo dos preços de abertura e fechamento e nenhuma sombra acima desses preços. É um ótimo indicador de reversão em um trade de baixa, ou seja, indica que iremos iniciar uma alta nos preços.

Doji Lapide (Gravestone Doji) tem uma longa sombra acima dos preços de abertura e fechamento e nenhuma sombra abaixo desses preços. É um ótimo indicador de reversão em um trade de alta, ou seja, indica que iremos iniciar uma queda nos preços.

Doji de Quatro Preços (Four Price Doji) tem todos os preços: abertura, fechamento, máxima e mínima em um só preço. Indica grande indecisão no mercado ou a espera de noticias, mantendo o mercado muito quieto com nenhuma volatilidade.

Marubozu: Significa que não há sombras no corpo.

Marubozu Verde é um corpo longo sem nenhuma sombra que indique que os preços tenham caído. Se encontrarmos esse candle em um movimento de baixa, podemos esperar que um inicio de reversão esteja se formando. Se estiver em um trade de alta, há continuação da subida, porem devemos ter em mente, caso esse sinal já tenha iniciado a algum tempo, podemos esperar que haja uma correção no mercado.

Marubozu Vermelho é um corpo longo sem nenhuma sombra que indique que os preços tenham subido. Se encontrarmos esse candle em um movimento de alta, podemos esperar que um inicio de reversão esteja se formando. Se estiver em um trade de baixa, há continuação da descida, porem devemos ter em mente, caso esse sinal já tenha iniciado a algum tempo, podemos esperar que haja uma correção no mercado.

4.O que é o Gap?

 É uma faixa de preço sem negociação entre os pontos extremos de duas sessões consecutivas, um espaço vazio entre um candle e outro.

E o que ocasiona o gap?

Geralmente uma expectativa excessiva de alta ou baixa de um ativo na abertura de um determinado mercado. O gap pode ser de alta ou baixa.

Gap de Alta

No gráfico, o gap de alta é um espaço aberto entre a máxima de um candle e a mínima do candle posterior, conforme mostra a figura. A expectativa maior de alta no ativo levou os compradores a aceitarem pagar um preço acima da abertura do mercado, um preço superior ao valor máximo negociado no dia anterior.

Gap de Baixa

No gráfico, o gap de baixa é um espaço aberto entre a mínima de um candle e a máxima do candle posterior, conforme mostra a figura. A expectativa maior de baixa no ativo levou os investidores a venderem por um preço abaixo, da abertura do mercado, por um preço inferior ao valor mínimo negociado no dia anterior.   

5.Topos e Fundos

Em um gráfico é natural que os movimentos sejam repletos de sobe e desce, pois eles representam o coração do ativo.

Sempre que os candles atingirem extremidades de preço alto e recuar, formam-se Topos.

O contrario acontece quando os preços atingem extremidades de desvalorização e voltam a subir, formam-se os Fundos.

Para que vocês entendam melhor vamos explicar três formas de analisar os Topos e Fundos:

Quebra do Movimento: Caracteriza-se pela pressão de um movimento seja ela de alta ou de baixa, num determinado período acontece uma pressão contraria que impulsiona uma reversão no preço, formando Topos ou Fundos.

Exaustão Lenta: Como o próprio nome diz, o mercado entra em exaustão e os preços começam a perder força, com movimentos mais lentos e arredondados vai mudando a direção, criando topos e fundos.

Exaustão Rápida: Movimentos de formação de Topos e Fundos de forma rápida. Caracterizado por um aumento na força a favor do movimento, para logo em seguida cessar completamente a pressão que o sustentava. Então a cotação imediatamente se reverte.

6.Linhas de Tendência

A partir do principio de Topos e Fundos ensinado no tópico anterior, podemos traçar as Linhas de Tendência.

 A sucessão de Topos e Fundos ascendentes caracteriza o que chamamos de LTA (Linha de Tendência de Alta). Neste exemplo podemos visualizar facilmente uma LTA:

Exemplo de como podemos vê-los nos gráficos:

Topos e Fundos descendentes caracteriza uma LTB (Linha de Tendência de Baixa)

Outro exemplo de como identifica-la no gráfico

Também podemos encontrar movimentos lateralizados, quer dizer: Sem Tendência.

Que tal nos aprofundar ainda mais sobre essas Linhas de Tendência?

De acordo com a Teoria de Dow, o mercado costuma seguir uma tendência, dentre as quais a mais importante é a Primária. Elas fazem longos movimentos para cima e para baixo, duram aproximadamente um ano ou mais e resultam em grandes valorizações ou desvalorizações dos preços.

 O movimento na direção da Tendência Primária por vezes são interrompidos por oscilações Secundárias na direção oposta, isso ocorre como reações ou correções, quando o ativo oscilou demais, sendo necessário recuperar forças para prosseguir ou reverter.

Finalmente as Tendências Secundárias são compostas pelas Tendências Terciárias, que refletem a oscilação do dia a dia.

As Tendências Secundárias geralmente duram de três semanas a alguns meses, raramente mais. Costumam retroceder (corrigir) de um terço a dois terços da Tendência Primária.

As Tendências Terciárias seguem o mesmo padrão das duas anteriores, mas suas formações são pouco significativas. Estes movimentos são de curta duração, em geral menos de seis dias e raramente chega a três semanas.

Para que vocês entendam melhor esse conceito, vamos recapitular:

Nós vimos que o mercado se movimenta em zigue-zague, porem inclinada para determinada tendência: Alta, Baixa ou Lateral.

Nesta sequência, observamos que essas linhas de tendência podem variar por períodos de tempo e importância, caracterizando as Tendências como:

Primária – Longo Prazo – grande credibilidade

Secundária – Médio Prazo – média ou pouca credibilidade

Terciária – Curto Prazo – baixa ou sem credibilidade

Vale ressaltar que essas Tendências são independentes. Cada tempo pode indicar uma tendência, podendo ser para o mesmo lado ou sentido contrário de acordo com cada gráfico.

7.Suporte e Resistência

Existem certos níveis de preço nos gráficos onde há grande concentração de ordens, quer dizer que quando o preço alcançar esses patamares podem encontrar dificuldades para continuar caindo ou subindo.

Suporte: É um nível abaixo do preço, onde há grande concentração de ordens de compra, ou seja, o preço esta caindo e encontra dificuldade de romper essa barreira de compradores. Podendo interromper a queda ou até reverter essa tendência.

Resistência: É o nível de Topo do preço, onde há grande concentração de ordens de venda, ou seja, o preço esta subindo e encontra uma dificuldade de romper essa barreira de vendedores.

Podendo interromper a alta ou até reverter essa tendência.

Agora que sabemos que os Suportes e as Resistências são BARREIRAS de pressão compradora ou vendedora.

Devemos ter em mente, quando há o rompimento dessas barreiras, a tendência continua com mais intensidade, por isso devemos estudar bem esses movimentos, pois serão úteis mais adiante em nossas estratégias.

Quando o movimento quebra a barreira de Suporte, o preço ganha força a favor da tendência de baixa.

Quando o movimento quebra a barreira de Resistência, o preço ganha força a favor da tendência de alta.

Na analise técnica encontramos um conceito de BIPOLARIDADE:

Quando uma Resistência é rompida, ela se torna um Suporte.

Quando um Suporte é rompido, ele se torna uma Resistência.

 Vamos traçar os diferentes tipos de Suportes e Resistências:

-Retas horizontais

Suporte / Resistência Principal e Secundário

-Canais diagonais

Assim como trabalhamos as linhas o canal de suporte e resistência também podemos operar os rompimentos e um estratégia interessante seria o Pivot de Alta ou Pivot de Baixa.

Quando o preço rompe a linha de resistência o preço sobe, buscando uma nova resistência.

Quando o preço rompe a linha de suporte o preço cai, buscando um próximo suporte.

8.Periodicidade

Nas Plataformas encontramos diferentes tempos gráficos.

Por exemplo, no gráfico diário (D1) é representado por um candle onde a abertura, máxima, mínima e fechamento concluíram-se naquele dia.

Nele vemos um uma vela diária, que iniciou sua abertura as 6 horas da manhã, terminando sua formação as 5:59h na madrugada do dia seguinte.

O mesmo se aplica ao gráfico semanal (W1) onde um candle é definido durante a semana.

No mensal (MN) onde cada candle representa um mês inteiro. 

Também podemos encontrar os gráficos intra-diário, representados pela periodicidade de:

1 minuto, 5 minutos, 15 minutos, 30 minutos, 1 hora e 4 horas

Onde igualmente cada candle representa a abertura, máxima, mínima e fechamento de seu respectivo tempo.

Devemos levar em conta que movimentos de tempos menores são reflexos de oscilações dos tempos maiores. Que quanto maior o tempo, maior é a credibilidade.

 

Exemplo de periodicidade nos gráficos do EUR/USD de 1 minuto, 5 minutos, 1 hora e 4 horas.

Toda a marcação em amarelo representa o mesmo período, visto nos diferentes tempos gráficos. Observe a quantidade de candles formados no gráfico de 1 minuto para o mesmo período no gráfico de 1 hora deste exemplo. O que parece ser uma tendência de alta no tempo mais curto, nada mais é que uma correção da tendência de baixa nos tempos mais longos.

A partir desse conhecimento foram desenvolvidas diferentes modalidades e estratégias visando à periodicidade:

Day Trade – inicia a operação e encerra-se no mesmo dia. Dentro desta modalidade também temos o chamado Scalpers que são as operações mais rápidas, de curtíssimo prazo que duram apenas alguns minutos (onde entra a estratégia do Kyukei que falaremos mais adiante). No Day Trade em si é comum analisar nos tempos de 1min, 5min, 15min, 30min ou até 1 hora.

 

Swing Trade – São operações de médio prazo, que podem durar de 2 dias a 2 semanas, costumam utilizar os gráficos de 1hora, 4 horas, diário, e até semanal.

 

Position Trade – Visam operações em longo prazo, permanecendo no trade por semanas, meses e ate anos. Geralmente quem tem esse perfil mais em longo prazo costuma aplicar em ativos mais estáveis e menos voláteis como as ações. Unindo informações relevantes aos gráficos: diário (D1), semanal (W1) ou mensal (MN), pois estes ajudam a encontrar a melhor oportunidade de preço.

*Esse conteúdo foi criado com o intuito de informar sobre os diferentes aspectos operacionais existentes. Porem visando menor exposição ao risco, tempo de estudos e experiências, nossa estratégia será realizada no Day Trade.

9.Pontos, PIPS e Spread

Pontos: são os menores tiques que o mercado faz, é a sexta casa decimal encontrada nas plataformas de Trade.

Neste exemplo do EUR/JPY os últimos números: 7 e o 9 são os Pontos.

No sistema bancário esse valor era inexistente, em alguns continuam sendo…

 É um dos benefícios que tornou o Forex esse mercado tão atrativo e rentável aos investidores.

Pips: Para calcular os valores das moedas no forex é utilizada a expressão PIPS *

*Percentage In Point : Porcentagem em pontos ou

Price Interest Point : Preço do ponto de interesse

Os pips são calculados a partir da quinta casa decimal, nesse caso 3.7 pips são equivalentes a 37 pontos, assim como 5.9 pips é igual a 59 pontos.

Os pips são os números principais para calcular os valores de oscilação!

Spread: É a diferença entre os valores de compra e venda, assim como a taxa correspondente aos ganhos da corretora (home broker).

Por exemplo, nesta imagem o EUR/JPY custa 126.137 para venda e 126.159 para compra. Sendo a diferença de 2.2 pips o valor de Spread.

 

*Importante ressaltar que os valores de Spread são variáveis. Costumam aumentar exponencialmente no horário de abertura do dia e também nos horários de maior liquidez quando há noticias importantes.

Para finalizar a explicação sobre a caixa de operações, observe o seguinte:

1 – Clique para venda

2 – Clique para compra

3 – Definições de lotes

10.STOP - SOBREVIVÊNCIA NO MERCADO

Nesse processo de estudos talvez este seja o conteúdo mais importante a ser estudado.

Quando nos referimos a stop, logo nos veem a cabeça Parar. Pois bem, essa é exatamente a função dos stops: Parar e proteger seu capital.

Existem basicamente quatro tipos de Stops:

  • STOP GAIN / TAKE PROFIT– Definição do ponto de fechamento da operação com lucro.
  • STOP LOSS – Definição do ponto de fechamento da operação com prejuízo.
  • STOP OUT – Fechamento da operação por atingir o valor mínimo da margem de capital.
  • STOP MÓVEL – Fechamento da operação com um stop loss que se move a favor de sua entrada.

Os stops gain e loss são pré-definidos através do gerenciamento de risco de cada trader. Devendo ser ativado e projetado antes mesmo de entrar em cada operação. Não é sugerido que façam mudanças de pontos durante os trades, entretanto isso é ajustável.

O stop out por outro lado é o fechamento da operação que não foi acionado o stop loss e consequentemente entra na margem de risco do capital, quando o mesmo atingir de 20% a 10% do valor depositado, a corretora faz o encerramento da operação sem aviso prévio. Esta margem é definida de acordo com cada corretora.

O stop móvel acaba se tornando uma estratégia de saída da operação com menor risco, e consequentemente como menor margem de lucro, visto que ele se move a partir do momento que o mercado corresponde a analise, andando a favor de sua entrada. Por exemplo se você comprar USD/JPY por \110.700 e programar um stop móvel de 50 pontos, quando o preço atingir \110.750 seu stop sobe junto com a valorização, arrastando o stop loss para o preço de compra e a cada nova alta, o stop continua subindo, fechando a sua operação somente quando o preço recuar e bater no seu stop móvel. O contrário acontece quando vendemos, o stop só vai se mover quando o preço de \110.700 desvalorizar para \110.650, fazendo seu stop loss descer até o preço de venda, enquanto o mercado estiver caindo o seu stop  continua se movendo, até o momento que o preço volte e pegue seu stop móvel.

Muitas pessoas ao se deparar com essa ferramenta, logo de inicio já aprendem a repudia-la. Isso acontece, por não saber utiliza-la corretamente, fazendo com que muitas vezes feche as operações com prejuízos ou limitando ganhos maiores. A seguir vem o sentimento de ignora-la, simplesmente não acionando os stops.

Poderia ficar horas falando sobre o assunto, entretanto, apenas uma coisa é importante:

STOPS SÃO PARTE FUNDAMENTAL DE UMA GESTÃO DE RISCO EFICAZ!

Como vias de regras lembre-se:                  

  • SEMPRE UTILIZE OS STOPS!
  • ANTES MESMO DE ENTRAR NA OPERAÇÃOPROJETE OS PONTOS DE ENTRADA, SAÍDA DE LUCRO E SAÍDA DE PREJUÍZO
  • ACEITE OS PREJUÍZOS, QUE COM CERTEZAVAI DOER MENOS
  • PERCA POUCO, GANHE MAIS
  • RESPEITE ESSAS REGRAS E SEMPRE AS UTILIZE

11.DIFERENTES ANALISES

No mercado financeiro existem vários tipos de analises e analistas. Vamos conhecer alguns e entender quais são suas características:

Analise Gráfica – observa o mercado através dos gráficos

Price Action – Utiliza a analise gráfica, fazendo a leitura pura dos preços, através dos candles.

Tape Reading – Analise através dos fluxos de ordens, visa os volumes de negociação em suas estratégias.

Analise Técnica – Visa as operações dentro da analise gráfica, porem se baseando com o auxilio de indicadores técnicos.

Indicadores técnicos – são programas matemáticas, que calculam os movimentos passados, com base em períodos antecedentes. Muitos traders utiliza dessas ferramentas para a tomada de suas decisões de negociação ou apenas para confirmar suas analises.

Teoria de Dow – Charles Henry Dow foi o pai da analise técnica, desenvolveu muitos dos padrões que aprendemos que foi ensinado até agora, sua teoria tem mais de cem anos de existência e parte dos princípios de que o mercado se move em tendência primaria, secundaria terciária.

Ondas de Elliot – Ralph Nelson Elliot – Desenvolveu na década de 30 ~40 a teoria que comprovava que o mercado se movimentava de forma cíclica, formando figuras geométricas. Sua teoria ganhou seu nome assim como Dow e o próximo gênio que falaremos a seguir. As Ondas de Elliot são bastantes complexas, mas muito respeitada pelos profissionais do mercado.

Fibonacci – Leonardo Fibonacci o gênio matemático que descobriu a formula da vida, ela está presente em muitas coisas do nosso cotidiano: nas mãos, no rosto, nos cartões de crédito e até nas pirâmides do Egito! E claro não poderia estar de fora das analises gráficas.

Analise Fundamentalista – que visa um estudo mais profundo da empresa ou do ativo, no caso do mercado de forex a analise fundamental esta nos estudos do calendário econômico e do cenário político mundial.

Escolha dentre essas e outras tantas opções de analises. Estude, se aprimore e desenvolva sempre o seu melhor.

Sucesso em seus Investimentos.

Padrões de Candlestick

Vocês já viram algumas formações de candles e seus respectivos volumes: long days, short day, spinning tops, doji e marubozo. Após compreendido suas formações vamos estudar figuras que formam padrões de reversão ou continuidade de tendência.

Hammer ou Martelo

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Alta a Moderada

Como identificar?

Em um trade de baixa há um candle de corpo pequeno com preço mínimo, abaixo da abertura e fechamento, quanto maior a sombra e menor o corpo, melhor será o padrão. A cor do candle não é importante.

O que significa?

Que houve uma fraqueza no sentimento baixista, este padrão define que a força do movimento de baixa esta se enfraquecendo, pois quanto maior a sombra e menor o corpo caracteriza a mudança do movimento de venda para compra.

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Moderada a Baixa

Como identificar?

No trade de baixa há um candle de corpo pequeno com a sombra superior acima do corpo

O que significa?

Que movimento de baixa esta perdendo volume e a força dos vendedores esta se enfraquecendo, e uma possível movimentação de alta pode ocorrer.

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Moderada a Baixa

Como identificar?

No movimento de alta, é formado um candle de corpo pequeno com preço mínimo abaixo da abertura e fechamento, quanto maior a sombra e menor o corpo, melhor será o padrão. A cor do candle não é importante.

O que significa?

Que há uma diminuição de compradores, demonstrando enfraquecimento da alta, fazendo uma possível reversão para a baixa.

Shooting Star ou Estrela Cadente

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Alta a Moderada

Como identificar?

Em um trade de alta é formado um candle de corpo pequeno com preço máximo, acima da abertura e fechamento, quanto maior a sombra e menor o corpo, melhor será o padrão. A cor do candle não é importante.

O que significa?

Que houve uma fraqueza no sentimento altista, este padrão define um desgaste da tendência de alta, pois quanto maior a sombra e menor o corpo caracteriza a mudança do movimento de alta para baixa.

Bullish Kicker ou Chute de Alta

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Alta

Como identificar?

No 1° candle é formado um marubozo vermelho

E o 2° candle abre com Gap de alta e um marubozo verde

O que significa?

Este padrão é um forte indicador que o mercado mudará sua direção. No movimento de baixa, independente da tendência, quando vemos os dois marubozos com o Gap de alta entre eles já caracterizam o volume de compra.

Engulfing Bullish ou Engolfo de Alta

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Moderada

Como identificar?

1º candle vermelho no movimento de baixa

2º candle abre com um gap de baixa e fecha com volumes superiores de alta

O que significa?

Que vendedores estão liquidando suas posições e mais compradores estão entrando nas operações, revertendo a tendência, engolfando o movimento anterior, sinalizando mais volatilidade para a alta. Se essa formação estiver sobre um nivel de suporte ou sobre o topo em um pullback, melhores projeções teremos.

Harami Bullish ou Mulher grávida

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Baixa

Como identificar?

Em uma tendência de baixa, vemos um candle vermelho. 

O 2° candle verde é relativamente menor com pequenas sombras.

O que significa?

O termo harami é derivado de mulher grávida, onde vemos a primeira imagem como símbolo da mãe e o segundo sendo o filho, na analise representa que a tendência começa a perder força.

Piercing Line ou Linha de Perfuração

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Moderada

Como identificar?

Na 1ª figura temos um candle vermelho

No 2º um candle perfurando a baixa, mas fechando em alta, terminando esta vela verde.

O que significa?

Que mesmo em uma forte tendência de baixa, compradores podem abrir posições impulsionando a reversão da tendência. Formando rompimento / perfuração, porem antes de fechar o período, ele recebe grande impulsão de compradores, terminando seu fechamento com a vela verde, gerando força compradora. Essa figura é o oposto da nuvem negra.

Tweezer Bottom ou Pinça de Fundo ou Alicate de Alta

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Moderada

Como identificar?

O 1° candle é formado com relativo volume de baixa

O 2° candle é um corpo verde, proporcional ao primeiro, podendo ser até um pouco menor.

O que significa?

Indica que níveis de negociações estão aumentando e a disputa entre comprados e vendidos esta acirrada, caracterizando mais volatilidade para a reversão. Se estiver sobre uma linha de suporte maior a confirmação do padrão.

Morning Star ou Estrela da Manhã

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Alta

Como identificar?

1° tem que ser um candle grande de baixa

2° um corpo pequeno, podendo ser de alta ou de baixo, porem impulsionado por um gap de baixa.

3º uma vela grande de compra, fechando o espaço de gap.

O que significa?

Vemos que no 1º candle há grande movimento de baixa, formando um gap entre 2º candle, em seguida os vendedores perdem força, podendo estar liquidando suas posições e no 3º candle compradores sobrepõe o mercado, fechando o gap e favorecendo a alta.

Abandoned Baby Bullish ou Bebê Abandonado de Alta

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Alta

 

 

Como identificar?

1ª vela vermelha de baixa

2ª vela abre com pequeno movimento podendo ser de alta ou de baixa formando-se entre dois gaps

3ª vela verde com volume de alta

O que significa?

No trade baixista há muito volume de vendedores impulsionando o preço para baixo com um gap entre o 1º e 2º candle, após a perda de confiança de baixa o 3º candle abre com outro gap, porem dessa vez um gap de alta, sinalizando mudança de tendência.

Three White Soldiers ou Três Soldados Brancos

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Alta

 

 

Como identificar?

Três candles ocorrem, cada um deles com o fechamento acima do fechamento anterior.

Cada um com sua abertura dentro dos preços do candle anterior.

O que significa?

Num trade de baixa, três longos candles de compra ocorrem com consecutivos fechamentos mais altos que o anterior

Geralmente este padrão sugere grande força de compradores, pois uma reversão para alta esta em progresso, construida por degraus consecutivos e bem formados.

Strike Pattern ou Padrão de Ataque

Padrão: Continuação de Alta

Tendência: Alta

Confiabilidade: Moderada

 

 

Como identificar?

Em uma tendência de alta, vemos três candles descendentes de baixa

O 4º candle com volume superior de alta, cobrindo todos os movimentos anteriores.

O que significa?

Que a tendência de alta esta fazendo uma correção do preço e logo ganha grande volume de compradores, retornando a linha de tendência principal.

Doji Morning Star ou Doji Estrela da Manhã

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Alta

 

Como identificar?

1ª vela vermelha de baixa

2ª vela abre com um doji

3ª vela verde de alta

O que significa?

No trade baixista há muito volume de vendedores impulsionando o preço para baixo já no 2º candle perde-se a força e o mercado fica indeciso formando um doji

3º candle inicia a impulsão de compra, favorecendo a LTA.

Three Outside Up ou Três por dentro de Alta

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Moderada

 

Como identificar?

1º um candle de baixa

2º candle de alta, podendo ser maior ou menor que o candle anterior

3ª candle com abertura no meio do candle anterior

O que significa?

Que as três velas estão dentro de um mesmo movimento de preço e o 3º candle caracteriza a força para a compra

Three Inside Up ou Três por dentro de Baixa

Padrão: Reversão de Alta

Tendência: Baixa

Confiabilidade: Moderada

 

 

Como identificar?

1º um candle de baixa

2º candle verde com principio de alta

3ª candle um corpo grande proporcional ou superior ao 1º candle

O que significa?

Que o movimento de baixa esta perdendo força vendendora,, sugerindo mudança para pressão compradora onde os três candles movimentam-se na mesma média de preço e 3º candle se sobressai com volume de alta.

Bearish Kicker ou Chute de Baixa

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Alta

 

Como identificar?

No 1° candle é formado um marubozo verde 

E o 2° candle abre com Gap de baixa e um marubozo vermelho

O que significa?

Este padrão é um forte indicador que o mercado mudará sua direção. No movimento de alta, independente da tendência, quando vemos os dois marubozos com o Gap de baixa entre eles já caracterizam o volume de venda.

Engulfing Bullish ou Engolfo de Baixa

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Moderada

 

Como identificar?

1º candle verde no movimento de alta

2º candle abre com um gap de alta e fecha com volumes superiores de baixa

O que significa?

Que compradores estão liquidando suas posições e mais vendedores estão entrando nas operações, revertendo a tendência, engolfando o movimento anterior, sinalizando mais volatilidade para a baixa. Se essa formação estiver sobre um nivel de resistência ou sobre o fundo em um pullback, melhores projeções teremos.

Harami Bearish ou Mulher grávida

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Baixa

 

Como identificar?

Em uma tendência de alta, vemos um candle vermelho. 

O 2° candle verde é relativamente menor com pequenas sombras.

O que significa?

O termo harami é derivado de mulher grávida, onde vemos a primeira imagem como símbolo da mãe e o segundo sendo o filho, na analise representa que a tendência começa a perder força.

Dark Cloud Cover ou Nuvem Negra

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Moderada

 

Como identificar?

Na 1ª figura temos um candle verde

No 2º um candle rompendo a alta, mas fechando em queda, terminando esta vela vermelha

O que significa?

Que mesmo em uma forte tendência de alta, vendedores podem abrir posições impulsionando a reversão da tendência. Formando rompimentos, porem antes de fechar o período, ele recebe grande impulsão de venda, terminando seu fechamento com a vela vermelha, gerando força vendedora. Essa figura é o oposto do piercing line. 

Tweezer Top ou Pinça de Topo ou Alicate de Baixa

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Moderada

 

Como identificar?

O 1° candle é formado com relativo volume de alta

O 2° candle é um corpo vermelho, proporcional ao primeiro, podendo ser até um pouco menor.

O que significa?

Indica que níveis de negociações estão aumentando e a disputa entre comprados e vendidos esta acirrada, caracterizando mais volatilidade para a reversão. Se estiver sobre uma linha de resistência maior a confirmação do padrão.

Abandoned Baby Bearish ou Bebê Abandonado de Baixa

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Alta

 

Como identificar?

1ª vela verde de alta

2ª vela abre com pequeno movimento podendo ser de alta ou de baixa formando-se entre dois gaps

3ª vela vermelha com volume de baixa

O que significa?

No trade altista há muito volume de compra impulsionando o preço para cima com um gap entre o 1º e 2º candle, após a perda de confiança de alta o 3º candle abre com outro gap, porem dessa vez um gap de baixa, sinalizando mudança de tendência.

Three Black Crows ou Três Corvos Negros

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Alta

 

 

Como identificar?

Três candles ocorrem, cada um deles fazendo sua abertura dentro da abertura do candle anterior.

Cada um com seu fechamento abaixo dos preços do candle anterior.

O que significa?

Num trade de baixa, três longos candles de venda ocorrem com consecutivos fechamentos mais baixos que o anterior

Geralmente este padrão sugere grande força de vendedores, pois uma reversão para baixa esta em progresso, construida por degraus consecutivos e bem formados.

Doji Evening Star ou Doji Estrela da Tarde

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Alta

Como identificar?

1ª vela verde de alta

2ª vela abre com um doji

3ª vela vermelha de baixa

O que significa?

No trade altista há muito volume de compradores impulsionando o preço para alta já no 2º candle perde-se a força e o mercado fica indeciso formando um doji

3º candle inicia a impulsão de venda, favorecendo a LTB.

Evening Star ou Estrela da Tarde

Padrão: Reversão de Baixa

Tendência: Alta

Confiabilidade: Alta

Como identificar?

1° tem que ser um candle grande de alta

2° um corpo pequeno, podendo ser de alta ou de baixo, porem com abertura de gap

No 3º uma vela grande de compra, fechando o espaço do gap.

O que significa?

Vemos que no 1º candle há grande movimento de alta, formando um gap entre 2º candle, em seguida os compradores perdem força, podendo estar liquidando suas posições e no 3º candle vendedores sobrepõe o mercado, fechando o gap e favorecendo a baixa.

.

Padrões Gráficos

Sabemos que a análise técnica visa identificar padrões de preço recorrentes com objetivo de obter lucro no mercado. Dentro destes padrões gráficos há diversas formações geométricas que ocorrem com certa frequência e que costumam sinalizar o próximo movimento do preço de um ativo.

As formações gráficas são divididas em duas categorias:

  • Figuras de continuidade;
  • Figuras de reversão.

Vamos abordar separadamente estas formações.

Figuras de continuidade

Primeiramente o que são as figuras de continuidade?

 São padrões gráficos que representam uma pausa na tendência vigente, um momento de consolidação ou congestão do preço. Após este período há uma chance maior de continuação da tendência que antecede o padrão.

Quais são as principais figuras de continuidade?

  • Retângulo
  • Triângulo Simétrico
  • Triângulo Ascendente
  • Triângulo Descendente
  • Bandeira
  • Flâmula
  • Entre outros.

O que é o Retângulo?

É um padrão gráfico ou figura de continuidade que representa um momento de consolidação ou congestão do preço durante um determinado período. Mas como ocorre a formação do padrão? Geralmente o retângulo é formado por dois ou mais topos e fundos que podem ser ligados por linhas horizontais paralelas.

Repare na figura acima que a linha horizontal que liga os topos é a resistência do padrão. Já a linha horizontal que liga os fundos é o suporte do retângulo.

Quais são as principais características?

Primeiro, o rompimento da linha de resistência ou suporte tende ser a favor da tendência do preço que antecede a formação do retângulo. Visto isso, qual a tendência que antecede o retângulo apresentado na figura abaixo?

A tendência de alta devido aos topos de fundos ascendentes.

Neste caso, a maior probabilidade é que ocorra o rompimento da resistência do padrão para dar continuidade a tendência anterior. E se a tendência que antecede a figura for de baixa, o que tende a acontecer?

Correto, quem imaginou o rompimento do suporte, acertou! conforme mostra a figura abaixo.

Outra importante característica é a projeção do padrão. A projeção nada mais é que o objetivo de alta ou baixa que o preço pode atingir após romper respectivamente a resistência ou suporte.

E como é calculada esta projeção? Simples, basta pegar a altura do retângulo e diferença entre as linhas de resistência e suporte, e logo após o rompimento projetá-la acima da resistência ou abaixo do suporte para ter uma ideia até onde o movimento do preço pode chegar.

No exemplo acima suponhamos que o valor da resistência é de \110 e o suporte de \108. Sendo a altura \2, no rompimento da resistência a projeção de alta estará por volta dos \112. Caso o rompimento seja do suporte a projeção de baixa estará em torno dos \106.

 

Mas o que é o rompimento?

Basicamente é um movimento do preço que supera a resistência ou o suporte deste padrão gráfico. O rompimento é considerado válido quando há pelo menos um fechamento acima da resistência ou abaixo do suporte. Além disso, quais são os fatores que aumentam a importância do rompimento

Duração – quanto maior o período em que o preço fica oscilando dentro do retângulo sem conseguir superar as linhas de resistência e suporte, mais significativo tende a ser o rompimento, ou seja, aumenta a probabilidade de atingir a projeção de alta ou baixa. A linha cinza pontilhada no gráfico abaixo representa a duração do retângulo.

  1. Volume – um volume acima da média no rompimento aumenta a chance de continuar a movimento responsável pelo rompimentoda resistência ou suporte. Vale destacar que o volume costuma diminuir durante a formação do retângulo.

Como tirar proveito?

Os analistas de mercado costumam usar duas estratégias operacionais no retângulo, uma delas é a compra do ativo quando o preço testa a região de suporte. A realização de lucro ou venda ocorre quando o preço se aproxima ou testa a resistência.

A outra estratégia é a compra após um fechamento acima da resistência. A realização de lucro ou venda acontece quando o preço se aproxima ou alcança a projeção de alta do retângulo. Quanto maior for a altura do retângulo melhor para as duas estratégias apresentadas, pois aumenta o objetivo percentual da operação.

É importante destacar que alguns analistas realizam operações de venda no teste da resistência do retângulo ou no rompimento do suporte.

O que é o Triângulo Simétrico?

É um padrão gráfico ou figura de continuidade que representa um momento de consolidação ou congestão do preço durante um determinado período. Mas como ocorre a formação do padrão?

O triângulo simétrico é formado por no mínimo dois topos descendentes e dois fundos ascendentes.

Os topos são ligados por uma linha diagonal descendente que funciona como resistência. Os fundos são ligados por uma linha diagonal ascendente que funciona como suporte do padrão. Após traçar as linhas é possível verificar melhor a formação do triângulo simétrico, conforme mostra a figura acima.

Quais são as principais características?

Primeiro, o rompimento da linha de resistência ou suporte tende ser a favor da tendência do preço que antecede a formação do triângulo. Visto isso, qual a tendência que antecede o triângulo apresentado na figura abaixo?

Tendência de alta devido aos topos de fundos ascendentes.

Neste caso, a maior probabilidade é que ocorra o rompimento da resistência do padrão para dar continuidade a tendência anterior. E se a tendência que antecede a figura for de baixa, o que tende a acontecer?

Quem imaginou rompimento do suporte, esta correto.

Outra importante característica é a projeção do padrão. A projeção nada mais é que o objetivo de alta ou baixa que o preço pode atingir após romper uma das linhas diagonais.

E como é calculada esta projeção?

Simples, basta pegar a altura do triângulo, diferença entre o topo mais alto e o fundo mais baixo do padrão, e projetá-la após o rompimento da linha diagonal que foi superada. O objetivo é ter uma ideia até onde o movimento do preço pode chegar.

No exemplo acima suponhamos que a máxima do topo mais alto é \110 e a mínima do fundo mais baixo é \106. Neste caso a altura é \4. No rompimento da linha diagonal descendente projeta-se a altura do triângulo. Como o rompimento foi em \107.50 a projeção de alta estará em torno dos \111.50.

Mas o que é o rompimento?

Basicamente é um movimento do preço que supera a linha de resistência ou o suporte deste padrão gráfico. O rompimento é considerado válido quando há pelo menos um fechamento acima da resistência ou abaixo do suporte. Além disso, quais são os fatores que aumentam a importância do rompimento são:

Duração – quanto maior for o período em que o preço fica oscilando dentro do triângulo sem conseguir superar as linhas de resistência e suporte, mais significativo tende a ser o rompimento. Ou seja, aumenta a probabilidade de atingir a projeção de alta ou baixa. A linha cinza pontilhada no gráfico abaixo representa a duração do retângulo.

  1. Volume – um volume acima da média no rompimento aumenta a chance de continuar o movimento responsável pela superação da resistência ou suporte. Vale destacar que o volume costuma diminuir durante a formação do triângulo simétrico.

 

Como tirar proveito deste padrão gráfico?

A estratégia mais utilizada pelos analistas é a compra após um fechamento acima da linha de resistência. A realização de lucro ou venda acontece quando o preço se aproxima ou alcança a projeção de alta do triângulo.

É importante ressaltar que alguns analistas também realizam operações de venda após um fechamento abaixo da linha de suporte.

Os padrões triângulo ascendente e triângulo descendente seguem a mesma linha de raciocínio do triângulo assimétrico. Vejamos suas estratégias:

Estratégia do triângulo ascendente:

Observe que inicialmente houve a formação de dois topos em uma mesma faixa de preço, local onde traçamos uma linha horizontal de resistência partindo do 1º topo.

Em seguida, há a formação de um fundo mais alto que o fundo anterior, o que possibilita traçar uma linha diagonal ascendente partindo do fundo mais baixo. A partir deste momento já é possível visualizar bem a formação do triângulo de alta.

Na sequência a resistência do padrão volta a ser testada e um novo recuo ocorre. Só que desta vez, a pressão compradora não permitiu o retorno até a linha diagonal. Logo após, há o rompimento da resistência destacado pelo ponto A, proporcionando uma boa oportunidade de compra.

Repare que o movimento de alta após o rompimento alcançou o objetivo, ou seja, a projeção de alta determinada pela altura do triângulo ascendente, gerando a oportunidade de colocar o lucro no bolso.

Estratégia do triângulo descendente:

Observe a formação de diversos fundos em uma mesma faixa de preço, local onde traçamos uma linha horizontal de suporte.

Além disso, há a formação de vários topos descendentes, o que possibilita traçar uma linha diagonal descendente partindo do topo mais alto. A partir deste momento já é possível visualizar bem a formação do triângulo de baixa.

Após muita pressão vendedora há o rompimento do suporte do padrão, conforme destacado pelo ponto A. Este sinal gráfico gera uma oportunidade de venda do ativo. Repare que o movimento de baixa após o rompimento alcançou o objetivo, ou seja, a projeção de baixa determinada pela altura do triângulo descendente.

Figuras de Reversão

Abordando a próxima categoria das formações gráficas, o que são as figuras de reversão? São padrões gráficos que revertem uma tendência do preço.

Quais são as principais figuras de reversão?

  • Ombro-cabeça-ombro;
  • Ombro-cabeça-ombro invertido;
  • Topo duplo;
  • Fundo duplo;
  • Entre outros.

Pontos importantes

Uma característica importante e comum nas figuras é a possibilidade de projetar o próximo movimento de alta ou baixa do preço. Logo, a identificação destes padrões no gráfico costuma revelar oportunidades interessantes de compra e venda.

O que é o Ombro Cabeça Ombro?

É um padrão gráfico ou uma figura de reversão que sinaliza a mudança de uma tendência de alta para baixa. Mas como ocorre a formação do padrão? Geralmente o OCO é formado por três topos consecutivos que são separados entre si por dois fundos.

Os topos 1 e 3 destacados na figura costumam ocorrer em uma mesma faixa de preço e são os ombros do padrão. O topo 2 é o mais alto, fica localizado entre os ombros e é conhecido como a cabeça desta figura de reversão.

Os dois fundos são formados em uma mesma faixa de preço, onde é possível traçar uma linha horizontal ou uma linha diagonal com leve inclinação ligando os mesmos. Esta linha é conhecida como linha de pescoço. Funciona como suporte e tem papel fundamental na confirmação do padrão.

Quais são as principais características?

1.Ocorre dentro de uma tendência de alta. Isto significa dizer que topos e fundos ascendentes antecedem a formação do padrão. A cabeça é o último topo ascendente, ou seja, o ponto mais alto da tendência.

2. Projeção – a projeção nada mais é que o objetivo de baixa que o preço pode atingir após romper a linha de pescoço.

E como é calculada esta projeção?

Simples, basta pegar a altura do do padrão, distância vertical entre o topo mais alto e a linha de pescoço, e projetá-la abaixo da linha de pescoço a partir do ponto onde houve o rompimento.

Mas como ocorre a confirmação desta figura de reversão?

O OCO é confirmado após um fechamento abaixo da linha de suporte que liga os dois fundos. Portanto, a confirmação é dada pelo rompimento da linha de pescoço. Quais são os fatores que aumentam a importância da confirmação do padrão?

1.Um volume acima da média acompanhando o candle responsável pelo rompimento da linha de pescoço. Vale destacar que um volume menor no movimento de alta e maior no movimento de baixa nas formações da cabeça e do ombro direito, é um sinal que aumenta a chance de confirmação do OCO.

 2.Um fechamento abaixo da mínima do fundo anterior, localizado entre a cabeça e o ombro direito. Este fator representa a reversão da tendência de alta, visto que agora haverá topos e fundos descendentes.

A ocorrência dos dois fatores apresentados na confirmação do OCO, sinaliza uma chance maior da nova tendência do preço atingir a projeção de queda do padrão.

O que é o Ombro Cabeça Ombro Invertido?

É um padrão gráfico ou uma figura de reversão que sinaliza a mudança de uma tendência de baixa para alta. Mas como ocorre a formação do padrão? Geralmente o OCO-I é formado por três fundos consecutivos que são separados entre si por dois topos.

Os fundos 1 e 3 destacados na figura costumam ocorrer em uma mesma faixa de preço e são os ombros do padrão. O fundo 2 é o mais baixo, fica localizado entre os ombros e é conhecido como a cabeça desta figura de reversão.

Os dois topos são formados em uma mesma faixa de preço, onde é possível traçar uma linha horizontal ou uma linha diagonal com leve inclinação ligando os mesmos. Esta linha é conhecida como linha de pescoço. Funciona como resistência e tem papel fundamental na confirmação do padrão.

Quais são as principais características?

1.Ocorre dentro de uma tendência de baixa. Isto significa dizer que topos e fundos descendentes antecedem a formação do padrão. A cabeça é o último fundo descendente, ou seja, o ponto mais baixo da tendência.

 2.Projeção – a projeção nada mais é que o objetivo de alta que o preço pode atingir após romper a linha de pescoço. E como é calculada esta projeção? Simples, basta pegar a altura do do padrão, distância vertical entre o fundo mais baixo e a linha de pescoço, e projetá-la acima da linha de pescoço a partir do ponto onde houve o rompimento.

Mas como ocorre a confirmação desta figura de reversão?

O OCO-I é confirmado após um fechamento acima da linha de resistência que liga os dois topos. Portanto, a confirmação é dada pelo rompimento da linha de pescoço. Quais são os fatores que aumentam a importância da confirmação do padrão?

1.Um volume acima da média acompanhando o candle responsável pelo rompimento da linha de pescoço. Vale destacar que um volume menor no movimento de baixa e maior no movimento de alta nas formações da cabeça e do ombro direito, é um sinal que aumenta a chance de confirmação do OCO-I.

2.Um fechamento acima da máxima do topo anterior, localizado entre a cabeça e o ombro direito. Este fator representa a reversão da tendência de baixa, visto que agora haverá topos e fundos ascendentes.

A ocorrência dos dois fatores apresentados na confirmação do OCO-I, sinaliza uma chance maior da nova tendência do preço atingir a projeção de alta do padrão.

O que é o Topo Duplo?

É um padrão gráfico ou uma figura de reversão que sinaliza a mudança de uma tendência de alta para baixa. Mas como ocorre a formação do padrão? Geralmente o topo duplo é formado por dois topos consecutivos que são separados entre si por um fundo. A formação do padrão se assemelha à letra M.

Os topos costumam ocorrer em uma mesma faixa de preço, podendo ser ligados por uma linha horizontal que funciona como resistência. É aceitável uma pequena inclinação desta linha. O fundo entre os topos funciona como suporte e tem papel fundamental na confirmação do padrão.

Quais são as principais características?

1.Ocorre dentro de uma tendência de alta. Isto significa dizer que topos e fundos ascendentes antecedem a formação do padrão.

 2. Projeção – a projeção nada mais é que o objetivo de baixa que o preço pode atingir após romper o suporte. E como é calculada esta projeção? Simples, basta pegar a altura do padrão, distância vertical entre a linha que liga os topos e a mínima do fundo, e projetá-la abaixo da linha de suporte após a confirmação do topo duplo.

Outra projeção de queda é dada pela mínima do fundo que antecede a formação do padrão. Isto significa dizer que, após a confirmação do padrão, o preço tende a buscar o suporte deste fundo.

Mas como ocorre a confirmação desta figura de reversão?

O Topo Duplo é confirmado após um fechamento abaixo da linha de suporte, proporcionada pela mínima do fundo. Portanto, ao confirmar o padrão gráfico temos a reversão da tendência.

Um volume acima da média acompanhando o candle responsável pelo rompimento da linha de suporte torna a confirmação mais significativa, aumentando assim a chance de atingir a projeção de baixa.

O que é o Fundo Duplo?

É um padrão gráfico ou uma figura de reversão que sinaliza a mudança de uma tendência de baixa para alta. Mas como ocorre a formação do padrão? Geralmente o fundo duplo é formado por dois fundos consecutivos que são separados entre si por um topo. A formação do padrão se assemelha à letra W.

Os fundos costumam ocorrer em uma mesma faixa de preço, podendo ser ligados por uma linha horizontal que funciona como suporte. É aceitável uma pequena inclinação desta linha. O topo entre os fundos funciona como resistência e tem papel fundamental na confirmação do padrão.

Quais são as principais características?

  1. Ocorre dentro de uma tendência de baixa. Isto significa dizer que topos e fundos descendentes antecedem a formação do padrão.

2.Projeção – a projeção nada mais é que o objetivo de alta que o preço pode atingir após romper a resistência. E como é calculada esta projeção? Simples, basta pegar a altura do padrão, distância vertical entre a linha que liga os fundos e a máxima do topo, e projetá-la acima da linha de resistência após a confirmação do fundo duplo.

Outra projeção de alta é dada pela máxima do topo que antecede a formação do padrão. Isto significa dizer que, após a confirmação do padrão, o preço tende a buscar a resistência deste topo.

Mas como ocorre a confirmação desta figura de reversão?

O Fundo Duplo é confirmado após um fechamento acima da linha de resistência, proporcionada pela máxima do topo. Portanto, ao confirmar o padrão gráfico temos a reversão da tendência.

Um volume acima da média acompanhando o candle responsável pelo rompimento da linha de resistência torna a confirmação mais significativa, aumentando assim a chance de atingir a projeção de alta.